24 July 2012

DEUS - GOD


DEUS

Deus em sua perfeição quis criar um ser que tivesse autonomia para escolher o bem de forma voluntária. O ser humano é o único que possui as faculdades da vontade, da liberdade e do conhecimento. Desta forma ele é capaz de entender os sentidos existentes em si mesmo e na natureza.

Ele é um ser capacitado a escolher entre algo bom, proveniente de Deus em uma criação perfeita, e algo mau como a prevalência das vontades humanas imperfeitas, que afetam negativamente a criação da perfeição idealizada.

O bem é apreciado por Deus, é a prática perfeita. Todas as ações por ele inspiradas se tornam virtuosas e louváveis.

Deus não é o autor do mal, mas é autor do livre-arbítrio que concede aos homens a liberdade de exercer o mal, ou melhor, de não praticar o bem.

Este argumento também implica que o ser humano tem direito de escolha sobre a sua própria vida, não é apenas um ser programado.

O mal não é um ser, mas sim a ausência do bem. O mal é aquilo que "sobraria" quando não existe mais a presença do bem.

Deus seria a completa personificação deste bem, portanto o mal não seria oriundo da Criação Divina, mas seu antagonista por excelência, na condição de fruto do seu afastamento.


0 comentários:

Post a Comment