12 September 2012

(26) O CATECISMO DE SÃO PIO X - THE CATECHISM OF SAINT PIUS X


SANTO PAPA PIO X
(Cont.)

450) Que nos proíbe o oitavo Mandamento: não levantar falso testemunho?
O oitavo Mandamento: não levantar falso testemunho, proíbe-nos atestar falsidade em juízo; proíbe também a detração ou murmuração, a calúnia, a adulação, o juízo e a suspeita temerários, e toda espécie de mentiras.

451) Que é a detração ou murmuração?
A detração ou murmuração é um pecado que consiste em manifestar, sem justo motivo, os pecados ou defeitos alheios.

452) Que é a calúnia?
A calúnia é um pecado que consiste em atribuir maliciosamente ao próximo culpas e defeitos que não tem.

453) Que é a adulação?
A adulação é um pecado que consiste em enganar uma pessoa, dizendo-lhe falsamente bem dela mesma ou de outra, com o fim de tirar daí algum proveito.

454) Que é o juízo ou suspeita temerária?
O juízo ou suspeita temerária é um pecado que consiste em julgar ou suspeitar mal dos outros, sem justo fundamento.

455) Que é a mentira?
A mentira é um pecado que consiste em afirmar como verdadeiro ou como falso, por meio de palavras ou de ações, o que se julga não ser assim.

456) De quantas espécies é a mentira?
A mentira é de três espécies: jocosa, oficiosa e nociva.

457) Que é a mentira jocosa?
Mentira jocosa é aquela pela qual se mente por gracejo e sem prejuízo para ninguém.

458) Que é a mentira oficiosa?
Mentira oficiosa é a afirmação de uma falsidade para utilidade própria ou alheia, sem prejuízo para ninguém.

459) Que é a mentira nociva?
Mentira nociva é a afirmação de uma falsidade com prejuízo do próximo.

460) É lícito alguma vez mentir?
Nunca é lícito mentir nem por gracejo, nem para proveito próprio ou alheio, porque é coisa má por si mesma.

461) Que pecado é a mentira?
A mentira, quando é jocosa ou oficiosa, é pecado venial; mas, quando é nociva, é pecado mortal, se o prejuízo que causa é grave.

462) É necessário dizer sempre tudo conforme se pensa?
Não. Nem sempre é necessário, especialmente quando quem pergunta não tem o direito de saber o que pergunta.

463) Quem pecou contra o oitavo Mandamento, basta que se confesse?
Quem pecou contra o oitavo Mandamento, não basta que confesse o seu pecado, mas é também obrigado a retratar tudo o que disse caluniando o próximo, e a reparar, do melhor modo que possa, os danos que lhe causou.

464) Que nos ordena o oitavo Mandamento?
O oitavo Mandamento ordena-nos que digamos oportunamente a verdade, e que interpretemos em bom sentido, tanto quanto pudermos, as ações do nosso próximo.

465) Que nos proíbe o décimo Mandamento: não cobiçar as coisas alheias?
O décimo Mandamento: não cobiçar as coisas alheias, proíbe o desejo de privar o próximo dos seus bens, e o desejo de adquirir bens por meios injustos.

466) Por que Deus proíbe o desejo dos bens alheios?
Deus proíbe-nos o desejo dos bens alheios, porque Ele quer que nós, até interiormente, sejamos justos, e nos conservemos cada vez mais afastados das ações injustas.

467) Que nos ordena o décimo Mandamento?
O décimo Mandamento ordena-nos que nos contentemos com o estado em que Deus nos colocou, e que soframos com paciência a pobreza, quando Deus nos queira neste estado.

468) Como pode o Cristão estar contente na pobreza?
O Cristão pode estar contente mesmo na pobreza, considerando que o maior de todos os bens é a consciência pura e tranqüila, que a nossa verdadeira pátria é o céu, e que Jesus Cristo se fez pobre por amor de nós, e prometeu um prêmio especial a todos aqueles que suportam com paciência a pobreza.


(Continua)

0 comentários:

Post a Comment