20 September 2012

JESUS MENCIONA AS ESCRITURAS - JESUS'S REFERENCES TO SCRIPTURES

JESUS-SCRIPTURES

A palavra Bíblia origina-se da palavra grega "biblion" (livros), ou seja, a Bíblia é uma coletânea de livros. Os primeiros escritos bíblicos surgiram entre os descendentes de Abraão e durante foi o reinado de Salomão que oficializou-se a história bíblica.

A Bíblia foi escrita originalmente em hebraico e, posteriormente, em aramaico e grego. Dentre todas as traduções a mais divulgada é a de São Jerônimo, pois baseia-se nos textos originais gregos e hebraicos. A Bíblia é importante para os Cristãos pois é a Palavra de Deus, considerado O Inspirador dos autores das Sagradas Escrituras.

A tradição apostólica levou a Igreja Católica a discernir quais escritos seriam incluídos na composição dos Escritos Sagrados que, na sua totalidade, são denominados cânone: conjunto dos livros considerados de inspiração divina (direito canônico). O termo cânone deriva da palavra grega "kanon", que significa norma ou regra: o princípio geral do qual se inferem regras particulares.

Os outros Livros Sagrados catalogados nas compilações gregas, judaicas e Cristãs são denominados deuterocanônicos: pertencentes ao segundo cânone ou cânone longo. Convencionou-se dar o nome de primeiro cânone à lista de livros condizentes com os escritos hebraicos e gregos. Estes livros também são denominados como protocanônicos.

O Antigo Testamento é a parte mais longa da Bíblia pois constitui a lista oficial, ou cânon, dos livros inspirados por Deus, referentes ao tempo da religião hebraica anterior ao Cristianismo. Esta extensa e mais antiga coletânea de livros é denominada "Setenta",  e provém dos hebreus que habitavam a cidade de Alexandria. A "Setenta" é uma tradução dos textos bíblicos para o grego, realizada nos três séculos imediatamente anteriores ao início do Cristianismo oficial.

Esta tradução ficou conhecida como a "versão dos Setenta", ou Septuaginta, que também significa setenta. Reza a história que setenta e dois rabinos, seis de cada uma das doze tribos de Israel, trabalharam nestes escritos, e que teriam completado a tradução em setenta e dois dias.

A Septuaginta tornou-se a versão clássica da Bíblia hebraica para os Cristãos e foi usada como base para o Novo Testamento, que baseia-se nas Palavras e Ensinamentos de Jesus. A Septuaginta ainda inclui alguns livros que não são encontrados na Bíblia hebraica e, desta forma, foram excluídos da edição final das Escrituras.

A Igreja Católica inclui em seu cânone um número menor de livros da Septuaginta quando comparada à Igreja Ortodoxa, que usa todos os livros da Septuaginta. Por outro lado, os protestantes e anglicanos usam todos os livros e mais alguns livros adicionais que , quando compilados, tornaram-se a versão da bíblia do rei Jaime. Estes livros adicionais são considerados apócrifos: a obra religiosa destituída de autoridade canônica.

O Antigo Testamento versa sobre a humanidade e as dificuldades do povo hebreu. Através de doutrinas filosóficas, estes Livros buscam fazer da história o grande princípio explicativo da conduta e valores humanos. O Antigo Testamento é composto por quarenta e seis livros, distribuídos nos capítulos do Pentateuco, Históricos, Sapienciais e Proféticos.

Há uma profunda ligação entre o Antigo e o Novo Testamento, pois aquele é uma preparação para tudo aquilo que se realizará no Novo Testamento que, de certa forma, é um aperfeiçoamento do Antigo. O Novo Testamento é o cumprimento final das promessas e profecias escritas no Antigo Testamento. O responsável por esta tarefa, que foi realizada através de mensagens, parábolas  e ensinamentos, foi Jesus Cristo.


JESUS-ESCRITURAS


JESUS MENCIONANDO O ANTIGO TESTAMENTO


Gênesis:

"Não tendes lido que aquele que os fez no princípio macho e fêmea os fez. Portanto, deixará o homem pai e mãe, e se unirá a sua mulher, e serão dois numa só carne? Assim não são mais dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem".

Moisés: 

"Olha, não o digas a alguém, mas vai, mostra-te ao sacerdote, e apresenta a oferta que Moisés determinou, para lhes servir de testemunho".

"Porque, se vós crêsseis em Moisés, creríeis em mim. Porque de mim escreveu ele".

"Não vos deu Moisés a lei? E nenhum de vós observa a lei. Por que procurais matar-me?" 

Dilúvio de Noé:

"E, como foi nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do homem. Assim como, nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca. E não o perceberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos, assim será também a vinda do Filho do homem".

Abraão:

"Abraão, vosso pai, exultou por ver o meu dia, e viu-o, e alegrou-se".

Sodoma e de Gomorra:

"Em verdade vos digo que, no dia do juízo, haverá menos rigor para o país de Sodoma e Gomorra do que para aquela cidade".

"E tu, Cafarnaum, que te ergues até aos céus, serás abatida até aos infernos. Porque, se em Sodoma tivessem sido feitos os prodígios que em ti se operaram, teria ela permanecido até hoje. Eu vos digo, porém, que haverá menos rigor para os de Sodoma, no dia do juízo, do que para ti".

Esposa do Ló: 

"Lembrai-vos da mulher de Ló".

Maná do Céu:

"Nossos pais comeram o maná no deserto, como está escrito. Deu-lhes a comer o pão do Céu".

"Este é o pão que desceu do Céu. Não é o caso de vossos pais, que comeram o maná e morreram. Quem comer este pão viverá para sempre".

David: 

"Como é então que David, em espírito, lhe chama Senhor".

Jonas e a baleia: 

"Uma geração má e adúltera pede um sinal, porém, não se lhe dará outro sinal senão o do profeta Jonas. Pois, como Jonas esteve três dias e três noites no ventre da baleia, assim estará o Filho do homem três dias e três noites no seio da terra. Os ninivitas ressurgirão no juízo com esta geração, e a condenarão, porque se arrependeram com a pregação de Jonas. E eis que está aqui quem é mais do que Jonas".

Daniel:

"Quando, pois, virdes que a abominação da desolação, de que falou o profeta Daniel, está no lugar santo. Quem lê, entenda".

Isaías:

"E neles se cumpre a profecia de Isaías, que diz. Ouvindo, ouvireis, mas não compreendereis. Vendo, vereis, mas não percebereis. Porque o coração deste povo está endurecido. E ouviram de mau grado com seus ouvidos. E fecharam seus olhos. Para que não vejam com os olhos, e ouçam com os ouvidos, e compreendam com o coração, se convertam, e eu os cure".

"Bem profetizou Isaías acerca de vós, hipócritas, como está escrito. Este povo honra-me com os lábios, mas o seu coração está longe de mim".

Palavra do Deus:

"Ai de vós que edificais os sepulcros dos profetas, e vossos pais os mataram. Bem testificais, pois, que consentis nas obras de vossos pais. Porque eles os mataram, e vós edificais os seus sepulcros. Por isso diz também a sabedoria de Deus. Profetas e apóstolos lhes mandarei. E eles matarão uns, e perseguirão outros. Para que desta geração seja requerido o sangue de todos os profetas que, desde a fundação do mundo, foi derramado. Desde o sangue de Abel, até ao sangue de Zacarias, que foi morto entre o altar e o templo, assim, vos digo, será requerido desta geração".

Saduceus:

"Errais, não conhecendo as Escrituras, nem o poder de Deus".

Deus: 

"Está escrito. Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus".

"E se alguém ouvir as minhas palavras, e não crer, eu não o julgo. Porque eu vim, não para julgar o mundo, mas para salvar o mundo. Quem me rejeitar, e não receber as minhas palavras, já tem quem o julgue. A palavra que tenho pregado, essa o há de julgar no último dia".

Escrituras:

"Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas. Não vim ab-rogar, mas cumprir. Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem uma letra se omitirá da lei, sem que tudo seja cumprido".

"São estas as palavras que vos disse estando ainda convosco. Que convinha que se cumprisse tudo o que de mim estava escrito na lei de Moisés, e nos profetas e nos Salmos".

Antevendo o Novo Testamento:

"Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito".

"Ainda tenho muito que vos dizer, mas vós não o podeis suportar agora. Mas, quando vier aquele Espírito de verdade, ele vos guiará em toda a verdade. Porque não falará de si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido, e vos anunciará o que há de vir".

JESUS CRISTO NÃO ERA JUDEU


0 comentários:

Post a Comment