27 December 2012

O IMPÉRIO DO SOL - EMPIRE OF THE SUN

império-sol

Segundo um novo estudo, conforme a energia do Sol varia de intensidade, a atmosfera da Terra e o ser humano acompanham o seu ritmo. Os pesquisadores também descobriram que o ciclo magnético solar, que produz as manchas solares ao longo de aproximadamente 11 anos, pode variar mais do que se pensava anteriormente.

A termosfera, que varia em altitude cerca de 90 a 500 quilômetros, é uma camada de gás rarefeita na borda do espaço onde a radiação do Sol faz seu primeiro contato com a atmosfera da Terra. Ela geralmente esfria e se torna menos densa durante atividade solar baixa, afetando toda a variação climática mais abaixo.

A pesquisa também indica que o Sol pode estar passando por um período de atividade relativamente baixo, e o fato indica que a atividade solar vai decrescer no futuro próximo.

Comparando com padrões semelhantes do passado, devemos esperar baixos ciclos solares para os próximos 10 a 30 anos. Dentre os 43 anos de exploração especial, essa foi a maior diminuição da termosfera da Terra já vista, devido a baixa atividade solar.

De acordo com cientistas do Observatório Solar Nacional e do Laboratório de Pesquisas da Força Aérea dos EUA, o próximo ciclo de 11 anos das manchas solares poderá ser bastante reduzido ou nem mesmo acontecer.

O fato é que três observações completamente independentes do Sol apontam para a mesma direção, de que o ciclo de manchas solares pode estar caminhando para uma hibernação total.

sun-empire

O Sol é responsável pelas épocas áureas da civilização, porque em períodos mais quentes houve extrema prosperidade da humanidade, em contrapartida aos períodos mais frios. O frio é inimigo do homem!

Os períodos de frio mais intenso estão associados à escassez de alimentos, doenças, miséria, guerras e conflitos sociais. Os períodos de calor, por sua vez, estão associados ao surgimento e expansão de civilizações, abundância de alimentos e prosperidade geral.

O Império Romano, dada a sua relativa longevidade, passou por períodos de aquecimento e resfriamento. Não por acaso, seu apogeu se deu durante um período de aquecimento. Foi o frio que empurrou as hordas de bárbaros do norte europeu para a decadente, mas ainda relativamente quente Península Itálica.

Já as atividades humanas nos últimos cento e cinquenta anos, por mais que os defensores da tese do Aquecimento Global Antropogênico insistam, foram incapazes de alterar o clima em escala global. De fato, falar em mudanças climáticas é uma redundância, pois o clima nunca foi e nunca será estático.

Há vários fatores que regulam o clima na Terra. Aquecimento e resfriamento dos oceanos, especialmente o Pacífico, atividade vulcânica e certamente, o Sol. Porém, o Sol é na realidade uma estrela pulsante, o que significa que sua emissão de energia é variável.

Em outras palavras, a chamada constante solar, a energia que vem do Sol, não é uma constante. Desde 1979, medidas feitas através de instrumentos em satélites comprovam essa inconstância, e os ciclos das manchas solares demonstram a mesma inconstância.

império-sol

Os investigadores fizeram uma correlação surpreendente entre a ascensão e queda da atividade solar e a consciência humana. As tempestades solares causam diretamente os conflitos, guerras e inclusive a morte entre os seres humanos na Terra.

A atividade solar, que interage com o campo magnético da Terra, também efetua extensas mudanças no ser humano, nos estados de ânimo, emoções e padrões de comportamento.

Durante os máximos solares os campos geomagnéticos começam a se intensificar e interagem com os humanos, na química do cérebro. Isto leva à criação de mecanismos psicológicos anômalos, mudanças hormonais e atividade perceptivelmente modificada das ondas cerebrais.

As pesquisas demonstraram que à medida que o ciclo solar alcançou seu ponto máximo, houve um aumento nos distúrbios humanos, levantes, rebeliões, revoluções e guerras entre nações.

Descobriu-se um padrão alarmante que poderia remontar a 2500 anos. No ciclo solar 22, no máximo do Sol, o Iraque invadiu o Kuwait e os EUA entram na primeira batalha contra Saddam Hussein. Somente onze anos mais tarde, quando o Sol entrou em atividade novamente, as guerras no Afeganistão e Iraque iniciaram.

Na segunda metade de 2010, o Sol alcançou outro pico que afetou o campo magnético da Terra, e fomos testemunhas da dissidência na Tunísia, Egito e no Yemen, e os distúrbios continuaram através da Europa.

Este mal-estar social alcançou os países do Oriente Médio, África e Ásia. A medida que aumenta a atividade solar, também aumentará a violência na Terra. As explosões solares e o ciclo solar chegarão ao seu máximo em 2013, e as formas mais extremas de violência culminarão neste ano.


0 comentários:

Post a Comment