13 June 2014

SHARIA ISLÂMICA, A CRUELDADE OFICIALIZADA - ISLAMIC SHARIA, CRUELTY MADE OFFICIAL

SHARIA-ISLAMIC

A sharia pune severamente quem infringe as leis islâmicas. Para os crimes como homicídio, adultério e blasfêmia, está prevista a pena de morte. O alcoolismo e o uso de drogas são punidos com chicotadas e, nos casos de furto, o ladrão tem a mão cortada. Outras penas incorrem em diferentes castigos físicos, como a retaliação, quando o criminoso recebe o mesmo castigo que infringiu à sua vítima. A pena para o adultério é a morte por apedrejamento: as vítimas são enterradas até os ombros, ou cintura, e são apedrejadas até a morte pela população.

Os islamitas sempre pretenderam espalhar sua religião pelo mundo para implantar a lei da sharia como a legislação suprema. Atualmente, o islamismo já espalhou-se e fincou raízes em todas as nações da Terra, abrindo as portas para a implementação da temida lei islâmica. Os muçulmanos jamais submeter-se-ão à vontade de um governo democrático ou estarão comprometidos com as leis de uma nação ocidental pois, pela lei da sharia, isto não seria possível ou permitido.

SHARIA-ISLAMIC

Quando institui-se a lei da sharia os preceitos islâmicos passam a ser seguidos ao pé da letra e os direitos humanos passam a ser ignorados. Todas as pessoas são discriminadas, principalmente as mulheres, e nenhuma religião além do islamismo é permitida ou tolerada. A liberdade de expressão, a imprensa livre e os direitos humanos tornam-se perniciosos ao islã. Cessa a igualdade entre os indivíduos pois a justiça é dualista: rege um conjunto de leis para muçulmanos-homens e outro para as mulheres muçulmanas ou não-muçulmanos. Pela lei islâmica as mulheres devem ser surradas constantemente.

A jihad islâmica, a guerra perpétua contra o Ocidente, preocupa-se em desestabilizar os governos que se oponham ao islamismo e eliminar qualquer ideologia ou indivíduos que concorram para sua implementação definitiva. A massacrante propaganda pregando suas vantagens e aceitação, financiada pelos petrodólares sauditas, já espalhou-se pelo mundo e, com mais intensidade, na Inglaterra e nos EUA. Estas nações estão pagando um alto preço por acolher esta infiltração islâmica pois, respeitar a soberania dos países que os acolhem e tratar a população nativa como seus iguais é uma atitude que contraria as leis da sharia.


2 comentários:

Anonymous said...

Raça miserável...

arcade said...

no hay palabras para deciros lo que sois, solamente deseo que os hagan 100 veces lo que vosotros haceis,lo unico que demostrais es que no mereceis vivir si no que se os estermine como a las ratas, hay habeis demostrado el valor que teneis,espero que algun dia te metan en una picadora y te den de comer a los cerdos

Post a Comment