11 December 2015

UMA BREVE HISTÓRIA DA NATIVIDADE - A BRIEF HISTORY OF THE NATIVITY


HISTORIA-NATIVIDADE

Quando Jesus nasceu na cidade de Belém um anjo anunciou Sua Vinda: "Eis que trago boas novas de grande alegria, porque neste dia na cidade de David nasceu o Salvador que é Cristo, Nosso Senhor".

Assim, os pastores e sábios foram convidados pelos anjos a prestar louvores e honrarias ao Salvador, enquanto que vários foram guiados pelo brilho da estrela gloriosa de Belém, e vieram para oferecer suas homenagens ao Menino Jesus.

Alguns dias antes do Seu nascimento, a população de Nazaré conversava animadamente sobre as recentes notícias vindas de Roma, pois o imperador César Augusto ordenara que retornassem às cidades onde nasceram em cumprimento ao recenseamento do Império Romano.

Este censo demográfico, o primeiro e único comandado por César, foi inédito na História, e objetivava identificar quais súditos de Roma pagavam seus impostos corretamente. 

HISTORIA-NATIVIDADE

O recenseamento atingiu todo o Império, mas distintamente das outras regiões, para a Palestina isto significou que famílias inteiras deveriam registrar-se nas cidades natais e não nos vilarejos onde residiam.

Este fato transtornou a vida dos pais de Jesus, os herdeiros da família real de David, que precisaram empreender uma viagem arriscada de Nazaré até Belém, uma caminhada árdua e extremamente exaustiva de 120 km, principalmente para Maria que estava grávida de Jesus.

Assim, caminharam em direção ao sul, atravessando a Samaria até as colinas de Judá, em Jerusalém. Então continuaram mais para o sul até alcançarem Belém.

A longa e desgastante viagem foi particularmente difícil para Maria que, ao chegar, estava exausta e ansiava por um lugar de descanso. Mas só encontraram um local disponível no térreo de uma pousada no vilarejo de Belém.

HISTORIA-NATIVIDADE

Naquela época as melhores edificações comportavam até dois pavimentos. No superior, às vezes um simples mezanino, os moradores dormiam durante a noite, enquanto que o térreo era geralmente ocupado pelos animais nesta hora.

Habitualmente, era no térreo que os residentes conviviam durante o dia, e assim os animais eram postos para fora ao amanhecer. Foi no térreo de uma hospedaria, devido à falta de acomodações disponíveis, que os pais de Jesus passaram a primeira noite em Belém.

E naquela mesma noite, à luz de um candeeiro, nasceu Jesus! Era costume da época manter o recém-nascido envolto em tecidos macios. Assim, após Seu nascimento, Maria envolveu o pequenino Jesus com panos de fino linho e deitou-O delicadamente numa manjedoura, o único local seguro no abrigo onde pernoitavam.

NATIVITY-HISTORY

Foi uma cena indescritível e única o nascimento do Redentor. A vinda daquela pequena criança que futuramente nortearia toda a conduta e os valores morais da humanidade. E tudo aconteceu exatamente como os anjos anteciparam aos pastores e sábios nas cercanias de Belém!

Mas a população da cidade não tomou conhecimento de que miríades de anjos cuidavam do vilarejo naquela noite gloriosa, como também não ouviram a feliz canção celestial entoada pelos anjos quando Jesus nasceu. Da mesma forma, muitos não presenciaram a alegria de Maria e José embalando seu filho, o pequenino Jesus, que futuramente transformaria os corações e mentes dos povos através do Amor — a Linguagem Universal de Deus!

Aos sete dias de idade, Maria batizou-o com o nome Yehoshua (Salvador). Entre os hebreus da época persistia a prática milenar de ofertar a Deus quando nascesse o primeiro filho da família. Entre os abastados geralmente esta dádiva seria um cordeiro, mas entre as pessoas humildes dois pombinhos agradariam a Deus da mesma forma!

NATIVITY-HISTORY

Quando o Menino Jesus completou quarenta dias de idade, seus pais foram ao Templo ofertar a Deus, conforme a tradição e costumes hebraicos. Simeão de Jerusalém, o ancião que guardava o Templo e servira a Deus durante anos, sempre soubera que conheceria o Salvador da humanidade, pois Deus lhe prometera quando predisse: "Você não morrerá até conhecer o Salvador".

Quando Maria entrou no Templo com Jesus no colo, imediatamente Simeão reconheceu a criança como Aquele prometido por Deus. Ele achegou-se, afetuoso, e tomando carinhosamente o bebê nos braços, disse: "Agora Deus me deixará partir em paz, pois vi com meus olhos a Salvação que Ele prometeu e enviou".

Até o fim dos seus dias Maria sempre recordou as sábias palavras daquele querido ancião a respeito do seu filho, Jesus. E as eras futuras vieram e passaram, e as antigas profecias cumpriram-se inteiramente. Outras cumprir-se-ão até o fim dos tempos, onde finalmente tudo será revelado. Feliz Natal.

JESUS CRISTO NÃO ERA JUDEU

1 comentários:

Anonymous said...

Obrigado. Feliz 2016 e que Deus te guarde para sempre!

Post a Comment