28 July 2016

O FIM DA CIVILIZAÇÃO - THE END OF CIVILIZATION

THE-END-OF-CIVILIZATION

Este grande mal, de onde vem? Como entrou no mundo? Qual foi a semente, a raiz que o fez crescer? Quem está fazendo isto? Quem está nos matando?

No dia primeiro de maio de 1776, o alemão-maçom de etnia judaica Johann Adam Weishaupt (1748-1830) fundou a "Ordem dos Perfectibilistas", posteriormente conhecida como "Ordem Bavária dos Illuminati". Weishaupt almejava destruir a Igreja Católica, abalar o Cristianismo e destronar qualquer monarca europeu.

A preocupação de Weishaupt era escarnecer do poder de Deus, da Fé inerente ao ser humano e odiar qualquer autoridade, fatos que lhe trouxeram o estigma de maior ateísta do mundo e conspirador inveterado. Os comunistas celebram 01 maio como a data do nascimento do movimento revolucionário, uma alusão clara ao dia da criação da Ordem citada.

Sob a égide de Weishaupt, os Illuminati gradualmente tornaram-se uma sociedade luciferiana, com suas doutrinas e rituais representando a antítese exata do Cristianismo revelada através da ritualística impressiva baseada no judaísmo talmúdico.

Através desta interpretação religiosa esotérica, os maçons-illuminati seduziam e atraíam novos adeptos utilizando-se de ideais altruístas e aspirações nobres até que galgassem os degraus iniciais da maçonaria, quando, de uma forma gradual e imperceptível, estendiam uma rede oculta contendo rituais satânicos que capturavam a alma dos iniciados.

THE-END-OF-CIVILIZATION

Em 1834, o maçom-italiano Giusseppe Mazzini (1805-1872), líder da Loja "Grand Master of the Grand Orient of Italy", foi selecionado para dirigir as operações dos Illuminati. Logo, as atividades revolucionárias de Mazzini e seu treino em atos terroristas, somados às acusações de tramar contra as monarquias europeias, levaram-no a ser caçado pelo governo bávaro, que extinguiu sua organização.

Mas os maçons-illuminati reagruparam-se e reinventaram-se como uma organização secreta e oculta. Esta nova facção de Mazzini ainda carregava os ideais anticristãos de Weishaupt, mas agora conspirava para estabelecer uma Nova Ordem Mundial.

Aquela época foi determinante na criação do comunismo, quando a Loja Grande Oriente adotou a ideologia dos jacobinos que criaram o movimento revolucionário socialista denominado "Liga dos Justos". Seus integrantes formavam comunas para potencializar a mobilidade dos revoltosos e, desde então, autodenominaram-se "Liga Comunista".

Em 1814, seu porta-voz era Levi Mordechai, um alemão de etnia judaica e maçom do 32º grau da Loja Grande Oriente, que mais tarde adotaria o nome Karl Marx. Ele escreveu o Manifesto Comunista copiando as anotações de Engels e dos Illuminati que pregavam a necessidade da luta armada para apropriar-se do bem alheio.

THE-END-OF-CIVILIZATION

Os Illuminati expandiram suas atividades para a América, onde o influente maçom-satanista Albert Pike — líder do grupo luciferiano conhecido como Ordem do Paládio — oferecera seus serviços. O rito maçom da Ordem de Pike reverenciava baphomet (satã) e o termo "paládio" derivava do hindu "pala" (falo).

Pike ficou fascinado com a ideia de participar de um governo mundial — um objetivo abertamente declarado pelos Illuminati — e concordou com o pedido de Mazzini para que redigisse um conjunto de regras que orientassem a transição de maçons para o alto escalão dos maçons-illuminati. A intenção era alçar maçons menores à sociedade secreta illuminati.

Em 1801, o maçom-judeu Isaac Long contrabandeou uma estátua de baphomet (lúcifer) para Charleston, Carolina do Sul, onde estabeleceu uma Loja maçônica denominada "Ancient and Accepted Scottish Rite". Long escolheu a cidade de Charleston para representar a maçonaria americana porque era geograficamente bem localizada, situada no paralelo 33.

Atualmente, esta sede é considerada o centro de todas as Lojas maçônicas dos EUA. Albert Pike sucedeu Isaac Long na liderança da maçonaria americana e rebatizou aquela primeira Loja com o título de "New and Reformed Palladian Rite". Pike recriou seu rito pretendendo unir as maçonarias inglesa, francesa e norte-americana sob seus cuidados. Mas não sucedeu!

THE-END-OF-CIVILIZATION

Albert Pike (1809-1891) foi um general do exército confederado e fundador da maçonaria norte-americana, assim como a força propulsora na futura implementação da Nova Ordem Mundial (NWO). Pike era um satanista confesso e Grão-mestre do grupo luciferiano "The Order of the Palladium". Ele ostentava no braço uma pulseira para convocar lúcifer com quem mantinha uma comunicação constante, segundo suas palavras.

A sua nova pretensão de utilizar a Ordem do Paládio para liderar as Lojas maçônicas do mundo também fracassou. Porém, todos os presidentes americanos que ocuparam a Casa Branca nos 50 anos após a morte de Albert Pike eram maçons confessos!

Carta de Giuseppe Mazzini para Albert Pike, instruindo sobre as novas regras maçônicas (22 de janeiro de 1870):

Devemos permitir que todas as Lojas maçônicas continuem organizadas no presente, com seus sistemas, sua autoridade central e modos de correspondência entre os altos graus dos mesmos ritos, mas teremos que criar um super rito que será desconhecido pelos demais e para o qual convergiremos os maçons dos mais altos graus, selecionados no estrito sigilo. Este novo rito supremo regerá toda a maçonaria futura e tornar-se-á um centro internacional poderoso, pois sua direção será oculta dos maçons menores e da sociedade como um todo. Giuseppe Mazzini (January 22, 1870)

THE-END-OF-CIVILIZATION

Carta de Albert Pike para Giuseppe Mazzini, detalhando o plano para implementar a NWO. (15 de agosto de 1871):
   
A Terceira Guerra Mundial resultará da dissociação dos valores da sociedade causada pela "intelligentsia-illuminati" no mundo, assim como aproveitando-se das diferenças entre os sionistas israelenses e os líderes muçulmanos, guerreando até a destruição mútua. As outras nações, mais uma vez divididas nesta questão, serão levadas a lutar até o ponto da completa exaustão física, moral, espiritual e econômica.

Então, libertaremos os anarquistas, os niilistas e ateístas que provocarão um imenso cataclismo social que, em todo o seu horror, mostrará claramente a todas as nações os efeitos do ateísmo absoluto — a origem da selvageria e da turbulência sangrenta.  Em seguida, em todos os lugares, os cidadãos serão obrigados a defender-se contra a minoria mundial dos revolucionários, exterminando esses novos destruidores da civilização.

A população, agora desiludida com o Cristianismo e totalmente deísta, sem direção e ansiosa por novos ideais, mas sem saber para onde direcionar sua religiosidade, aceitará a luz da manifestação universal da doutrina de lúcifer, trazida finalmente para o meio da sociedade. Esta manifestação será o resultado do movimento reacionário que seguirá à destruição do Cristianismo e do ateísmo, ambos conquistados e exterminados ao mesmo tempo. Albert Pike (August 15, 1871)

THE-END-OF-CIVILIZATION

Profecia de São Francisco de Paula (1416-1507), fundador da Ordem dos Mínimos e Santo da Igreja Católica:

Quando as imagens parecerem vivas e com movimentos (televisão), as embarcações nadarem no fundo do mar como peixes (submarinos) e os homens superarem as aves abrangendo os céus (aeronaves), metade do mundo será encharcado com sangue. A Europa vai sofrer guerras desnecessárias quando o povo da meia lua da tribo de Agar (muçulmanos) invadir e cometer várias atrocidades. Eles permanecerão três anos e meio destruindo tudo, no entanto as Águias invencíveis (nações europeias) que reinam entre o Reno e o Mar do Norte aniquilarão os invasores.

Enquanto aguardamos a inevitável Terceira Guerra Mundial a tentacular Nova Ordem Mundial já alcançou seu objetivo, ou seja: a total subserviência da humanidade às elites e o controle das nações agora despojadas das suas fronteiras, abertas convenientemente para permitir a invasão islâmica.

Em fevereiro de 1950, a implementação da NWO foi descaradamente confirmada pelo banqueiro sionista Paul Warburg, discursando no Senado dos Estados Unidos: Teremos uma Nova Ordem Mundial quer vocês queiram ou não! A única questão que resta é se este governo único será alcançado através da conquista ou pelo consentimento da sociedade.

THE-END-OF-CIVILIZATION

Esta conquista de corações e mentes obteve êxito pela manipulação das emoções humanas, traumatizando a sociedade através do aviltamento da pornografia, pedofilia, estupros, rituais satânicos, torturas, assassinatos, etc, assim como pelo terror institucionalizado.

As matanças coletivas são desencadeadas utilizando-se da técnica "problema, reação e solução": os conspiradores da NWO causam turbulências nas nações-alvo para que possam organizar grupos de oposição, ou "combatentes da liberdade", que iniciam os conflitos supervisionados que serão apaziguados pela intervenção dos manipuladores da NWO.

O sucesso da técnica de manipulação basicamente necessita do conluio da Mídia, quando o líder de um poder político estabelecido onde o conflito está sendo orquestrado será demonizado e execrado na manchetes. Em seguida, os criminosos locais — traficantes, terroristas e mercenários — são convocados e enaltecidos pela Mídia como os "defensores da população oprimida".

O engodo maquiavélico do plano é que os estrategistas da NWO estão igualmente envolvidos em armar e aconselhar o líder do poder estabelecido assim como o exército de criminosos da oposição que luta para derrubá-lo.

THE-END-OF-CIVILIZATION

O visão do conflito é exposta ao mundo pelos meios de comunicação controlados pela NWO, através de uma enxurrada de fotos, relatórios e vídeos das atrocidades sofridas pelos civis inocentes, certamente assassinados a mando do governo mundial, e o clamor público de que "algo precisa ser feito!" é a reação pretendida pelos conspiradores.

Em seguida as nações-fantoches apresentam como solução para o problema por eles criado, o envio imediato das forças de paz da ONU ou mesmo a utilização do poder bélico da OTAN. A ideia final é infiltrar tropas do governo mundial nos países-alvo, onde alguma resistência contra a implementação da Nova Ordem Mundial possa existir.

O lado social, desconhecido e milionário da NWO é dominado pelos banqueiros internacionais, barões do petróleo e pelos cartéis farmacêuticos (Big Pharma), assim como por inúmeras multinacionais de grande porte que atuam somente na região limítrofe da sociedade, numa obscuridade total!

As Nações Unidas e todas as agências governamentais que trabalham sob a égide da NWO, como a Organização Mundial da Saúde (OMS) e outras, são os jogadores visíveis do esquema maquiavélico. A Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) é o guarda-costas da NWO, a ferramenta militar que desencadeará a Terceira Guerra Mundial. Os líderes das principais nações industrializadas são os participantes ativos e plenamente cooperativos, submetidos pela coerção financeira e propinas nesta conspiração sinistra.

O grau de controle exercido pelo governo mundial tem avançado a tal ponto que apenas indivíduos cuidadosamente selecionados são elegíveis para tornarem-se um primeiro-ministro, um presidente ou qualquer monarca em seus países. Há mais de um século, todas as guerras, levantes políticos e recessões econômicas foram cuidadosamente planejados e executados através das maquinações dos criminosos da Nova Ordem Mundial (NWO).

THE-END-OF-CIVILIZATION

Não deis o que é sagrado aos cães, nem jogueis pérolas aos porcos, para que não as pisoteiem e, voltando-se, vos façam em pedaços. (Mateus 7:6)

Vamos ser claros, o islã não é nosso adversário. Os muçulmanos são pessoas pacíficas e tolerantes que não tem absolutamente nada a ver com o terrorismo. (Hillary Clinton's twitter).

Nossa forma de vida está ameaçada pelo islã e Hillary Clinton nem mesmo pode pronunciar estas palavras. A corrupção e devastação a seguem onde quer que vá. (Donald Trump's twitter).

O governo mundial formado pelas Fundações Ford e Rockefeller, pelo "Council of Foreign Relations", George Soros, Comissão Trilateral e Bilderberg's Club, entre outros, é responsável pela desestabilização das nações ocidentais, utilizando-se da massiva imigração islâmica para incitar conflitos sociais que desencadearão na temida Terceira Guerra Mundial. A ideia é tirar proveito das diferenças ideológicas entre os trinômines islamismo, comunismo e fascismo versus Cristianismo, capitalismo e democracia.

Os atuais imigrantes muçulmanos, sejam verdadeiros refugiados ou terroristas camuflados oriundos das nações devastadas pela guerra iniciada pela aliança EUA, Israel, OTAN, Arábia Saudita, Katar, Emirados Árabes, Kuwait, Jordânia e Turquia, são apenas os peões de manobra da NWO que deverão atuar como personagens finais no palco da batalha secular entre a Cristandade e o mundo islãmico.





0 comentários:

Post a Comment