28 November 2012

AS LEIS DO REINO DE DEUS - THE LAWS OF GOD'S KINGDOM

JESUS-LEI

É possível que já tenham dito que não existem leis para os Cristãos. Muitos pregadores dizem. Já não temos mandamentos, isso era do tempo da lei mosaica, estamos debaixo da graça e não debaixo da lei! Se esse é o caso, atente para estas declarações de Jesus:

"Se me amais, guardai os meus Mandamentos. Aquele que tem os meus Mandamentos e os guarda, esse é o que me ama. E aquele que me ama será amado de meu Pai, e Eu o amarei, e me manifestarei a ele. Se alguém me ama, guardará a minha Palavra, e meu Pai o amará, e viremos para Ele, e faremos Nele morada. Quem não me ama, não guarda as minhas Palavras. Se guardardes os meus Mandamentos, permanecereis no meu amor, do mesmo modo que eu tenho guardado os Mandamentos de meu Pai, e permaneço no Seu amor. Vós sereis meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando".

Será que não temos Mandamentos ou Leis? Só a Graça? Segundo Jesus, não é assim!  E Sua  opinião é a única que vale.  Onde não há Leis nem Mandamentos, não há Reino. E onde não há Reino, não há Jesus. Qualquer teologia ou sistema hermenêutico que invalide as palavras claras de Jesus, não é de Cristo.

Jesus passou a noite antes da Sua morte, repetindo uma e outra vez a Seus discípulos que guardassem Seus Mandamentos, e não o fez só para depois lhes dizer que na realidade não há nada para guardarem. Quase no final do Sermão da Montanha, Jesus nos advertiu: "Muitos me dirão naquele  dia. Senhor, não profetizamos nós em Teu nome, e em Teu nome não expulsamos demônios? E em Teu nome não fizemos muitas maravilhas? Então lhes direi abertamente; nunca vos conheci, apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade".

Desta forma, Jesus disse que rejeitaria a qualquer um que, afirmando ser Cristão, praticasse a  iniquidade.  Os que praticam a iniquidade são os que se declaram Cristãos mas recusam reconhecer as Leis e Mandamentos de Jesus, ou viver segundo os mesmos.


JESUS-LEI

Jesus concluiu Seu sermão dizendo: "Todo aquele que escuta estas minhas palavras e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente que edificou a sua casa sobre a rocha. E desceu a chuva e correram rios, assopraram ventos e combateram aquela casa, e não caiu, porque estava edificada sobre a rocha. E aquele que ouve estas minhas palavras e não as cumpre, compará-lo-ei ao homem insensato, que edificou a sua casa sobre a areia. E desceu a chuva e correram rios, assopraram ventos e combateram aquela casa, e caiu, e foi grande a sua queda".

Estas palavras são muito claras. A única maneira de edificarmos sobre a rocha é praticando as coisas que Jesus ensinou. Se não fizermos o que Ele ensinou, estaremos edificando sobre a areia. O mesmo acontece quando se trata da eternidade. Todas as coisas adquirem características totalmente novas quando são consideradas sob a ótica da eternidade. As coisas que são uma bênção do ponto de vista terrestre, com frequência se convertem numa maldição, quando vistas através do prisma da eternidade.

No Reino de Deus, a eternidade não é a coisa principal, é a única coisa. No final das contas, o resto é irrelevante. Essa é a razão fundamental pela qual devemos esperar que as leis e os valores deste Reino sejam diferentes, ou seja, revolucionários. Porque estas são as Leis e os valores da eternidade. É de se esperar, portanto, que sejam diferentes dos da Terra.

JESUS CRISTO NÃO ERA JUDEU

0 comentários:

Post a Comment