30 November 2012

AS SEMENTES DO ARMAGEDOM - THE SEEDS OF ARMAGEDDON


sementes-armagedom

Não há nenhum outro projeto mais sinistro do que este no lugar mais remoto do mundo, Svalbard. Bill Gates investiu milhões num banco de sementes no Mar de Barents perto do Oceano Ártico. Svalbard é um árido pedaço de rocha reclamado pela Noruega e cedido em 1925 por um tratado internacional.

É nesta ilha esquecida por Deus, que Bill Gates em conjunto com a Fundação Rockefeller, a Monsanto Corporation, a Fundação Syngenta e o governo da Noruega, entre outros, construíram o "banco de sementes do fim do mundo".


sementes-armagedom

Desde o início de 2007 que a Monsanto detém, em conjunto com o governo dos Estados Unidos, os direitos mundiais da patente da planta denominada "Terminator" (Tecnologia de Restrição de Uso Genético). O Terminator é uma tecnologia sinistra pela qual uma semente comercial patenteada, se "suicida" após a colheita.

O controle das companhias privadas de sementes é total. Esta característica do Terminator, obriga os agricultores a recorrer todos os anos à Monsanto para obter novas sementes de arroz, soja, milho, trigo, ou outros cereais de que precisem para alimentarem as suas populações.


sementes-armagedom

Em 2001 uma pequena companhia de biotecnologia da Califórnia, a Epicyte, anunciou o desenvolvimento de trigo geneticamente manipulado, que continha um espermicida que tornava estéril o sêmen dos homens que o comessem.

Na época, a Epicyte fez um acordo de associação para disseminar esta tecnologia com a DuPont e a Syngenta, dois dos patrocinadores da caverna de sementes do fim do mundo de Svalbard.

O que é de espantar é que a Epicyte desenvolveu o seu trigo espermicida com financiamentos do departamento da agricultura americano, o mesmo departamento que, apesar da oposição mundial, continuou a financiar o desenvolvimento da tecnologia Terminator, hoje propriedade da Monsanto.



0 comentários:

Post a Comment