24 November 2012

ENERGIA INTERESTELAR - INTERSTELLAR ENERGY


nuvem-interestelar

O astrofísico Alexey Demetriev diz que o nosso sistema solar está se movendo em direção a uma nuvem de energia interestelar e que esta nuvem de energia causará turbulência na Terra, refletindo no aumento de furacões, terremotos e vulcões de magnitudes sem precedentes.

Demetriev explica que essa nuvem de energia também afetará as atmosferas dos outros planetas e particularmente a do sol.

À medida em que a nuvem interestelar interferir com o sol fará com que se torne mais ativo e violento, resultando na produção de tempestades maiores e frequentes. Esta nuvem interestelar carregada de energia também será absorvida pela Terra, resultando em mais terremotos e erupções vulcânicas.

Quando perguntado quanto tempo vai demorar para o sistema solar atravessar a nuvem de energia interestelar, o Dr. Demetriev respondeu: "Eu não sei, mas se tivesse que adivinhar diria que em algum lugar entre dois mil a três mil anos".

Esta misteriosa nuvem interestelar na qual o nosso sistema solar está penetrando lentamente, é inteiramente composta de partículas eletricamente carregadas.

nuvem-interestelar

Quando ao Dr. Demetriev foi perguntado quais seriam as implicações deste fato para o planeta, ele respondeu: "Catástrofe global! Não em dezenas de anos, mas a partir de agora. Esta catástrofe está prestes a acontecer e o cenário está montado para 2014".

Demetriev também alertou que a interação com a nuvem interestelar desencadeará o efeito Carrington na Terra, que pode nocautear a rede elétrica e todas as formas modernas de comunicação durante anos.

Na verdade, a maioria dos cientistas tinha minimizado o efeito potencial destrutivo da nuvem de energia interestelar ou completamente rejeitado a noção da sua existência.

Mas o Dr. Alexey Demetriev, com base na análise dos dados a partir das Voyager I e II, constatou que as atmosferas de Júpiter, Saturno, Urano e Netuno já estão inexplicavelmente turbulentas, com gigantescas tempestades e erupções do plasma na superfície, afetando inclusive as suas luas.

Ele argumenta que essa turbulência é causada pela injeção de energia da nuvem interestelar nas atmosferas dos planetas, ou seja, a nuvem carregada já entrou nos limites do sistema solar e se aproxima lentamente da Terra.


1 comentários:

Anonymous said...

Será que dará tempo de fazer Faculdade?

Post a Comment