14 May 2013

O ABORTISTA KERMIT GOSNELL, A FACE DO MAL - THE ABORTIONIST KERMIT GOWSNELL, EVIL'S FACE



KERMIT-GOSNELL-EVIL'S-FACE

Kermit Gosnell, o "monstro da Filadélfia", do Estado da Pensilvânia, EUA, comandava uma clínica ilegal de aborto ou extermínio de crianças, aplicando o método do aborto-tardio, isto é, assassinava as crianças fora do útero materno. Ontem, dia 13 de maio, após dois anos de prisão, foi sentenciado e condenado por assassinato em primeiro grau.

Ele é o responsável direto e autor da morte de dezenas de milhares de crianças já nascidas. O principal método usado para perpetrar sua tarefa macabra era seccionar com uma tesoura a medula espinhal das crianças na altura do pescoço.

As mães geralmente sofriam severas mutilações devido às precárias instalações da casa dos horrores e aos métodos empregados no procedimento dos abortos. Os investigadores da polícia, ao invadir a clínica dos horrores, encontraram vários recipientes contendo bebês inteiros, restos e partes decepadas dos mesmos, que seriam vendidos para aferição de mais lucros.

"Parecia um filme de terror, os andares salpicados de sangue e um centro médico imundo, com um cheiro penetrante de urina e fezes, ao lado de sacos repletos com as vísceras e os pés decepados de bebês abortados", relata um policial.

KERMIT-GOSNELL-EVIL'S-FACE

A clínica faturou milhões de dólares com os assassinatos, cobrando $1.000 por cada aborto, agindo na ilegalidade durante os anos de funcionamento e burlando a lei estadual que proíbe abortos após 24 semanas de gestação.

Isto significa que, antes dos 6 meses de gestação, o Estado permite e incentiva o assassinato das crianças! Ashley Baldwin, que trabalhava na clínica, declarou no julgamento que viu Gosnell cortando o pescoço de um bebê que chorava depois de ser retirado da mãe.

"A criança gritava de um jeito tão arrepiante que me dá calafrios até hoje, e uma mulher que desistiu de abortar foi amarrada e submetida à força ao aborto por Gosnell", acrescenta Ashley.

A imprensa americana tem evitado noticiar este caso devido à conivência com o chefe dos aborticidas, Hussein Obama, que já demonstrou o seu suporte ao "aborto" dos nascituros. A imagem da ala do tribunal destinada à imprensa, totalmente vazia, retrata bem o escamoteamento da mídia sobre o caso.

KERMIT-GOSNELL-EVIL'S-FACE

Porque a mídia não se interessou por estes crimes bárbaros? O caso tem quase tudo que a mídia geralmente quer! Histórias terríveis, assassinatos em massa, situações horrendas e um serial-killer que gostava de manter os restos das vítimas como troféus. Temos até mesmo as vítimas, mães e funcionários da clínica, dispostos a deporem em juízo para relatar suas experiências com Gosnell, o "açougueiro da Pensilvânia".

Então, por que nenhum meio de comunicação aproveitou este ambiente rico em alvos jornalísticos durante os dois anos decorridos desde a prisão do assassino? A mídia é tão cúmplice como foram as agências governamentais, ao manter em segredo a história de Gosnell, o "monstro da Filadélfia".

Eles querem enterrar e ignorar o caso por medo das reações do público pelo o que falsamente se afirma sobre o aborto legalizado, e pelo constrangedor barateamento da vida humana. A indústria do aborto é bilionária, e também não deseja abrir mão dos ganhos estratosféricos! Eles não querem saber quantos Gosnells estão lá fora massacrando as mulheres e crianças todos os dias, mas é mais do que isso.

Em primeiro lugar, relatar as histórias de abortos de bebês nascidos vivos e assassinados em seguida levará ao questionamento do porque é permitido matar os bebês ainda no útero materno. Claramente, este é um assunto que nem a mídia e nem os governos querem discutir. Isto significa fechar os olhos e entregar as mulheres e os bebês para serem vitimados por esta indústria assassina.

KERMIT-GOSNELL-EVIL'S-FACE

E a questão da consciência e arrependimento por estarem em conluio com os assassinos? Não existe! O ser humano não vale nada mesmo! Mas, acreditem ou não, prestarão severas contas a Deus e pagarão caro pela crueldade, omissão e cumplicidade com o extermínio de crianças pelo aborto, como o que ocorre atualmente na Terra.

A notícia dos crimes já tem dois anos, mas a existência da "casa dos horrores" de Kermit Gosnell e os seus assassinatos em massa, só recentemente começaram a penetrar na consciência de algumas pessoas.

Em grande parte, a omissão geral deve-se ao fato de que a grande mídia não julgou a história importante o suficiente para cobri-la. Mas o mais assustador não é apenas a falta de cobertura, mas sim o fato de que, desde que a notícia do julgamento vem sendo circulada de forma mais ampla, não houve nenhuma indignação pública ou nenhuma demanda sobre o fervoroso "discurso" dos não-aborticidas sobre a questão do aborto. Todos são cúmplices, e todos pagarão caro por isto.

KERMIT-GOSNELL-FACE-DO-MAL

O silêncio generalizado sobre estes crimes e dos assassinatos anuais de 100.000.000 (cem milhões) de crianças através de abortos, demonstra as terríveis consequências que sofre uma sociedade que permite, e mesmo incentiva, o aborto como uma solução para a gravidez indesejada.

Ninguém quer falar sobre os assassinatos por aborto, porque a maioria das pessoas sente que, de alguma forma, há algo muito errado sobre ele. Desta forma, preferem ignorar o fato e seguir com suas "preciosas" vidas, mesmo sabendo que se tornaram cúmplices dos crimes, por omissão e por não defender a causa contra o aborto. É o egoísmo latente no ser humano!

Nós todos sabemos que o aborto é uma prática absurda e um crime contra a humanidade. Nossos corações se partem ao ver as mulheres pobres, as mais exploradas, tendo seus corpos ultrajados e suas crianças sacrificadas por essa ideologia da morte.

Quando comparamos a tragédia do aborto em nível mundial com o extermínio de classes inteiras de seres, de raças de pessoas, com a destruição de corpos humanos causada pelas guerras, concluímos que ao assassinarmos milhões de bebês humanos nos tornamos responsáveis pelo maior extermínio de uma classe de indivíduos ocorrido em toda a história da humanidade! Será uma alta conta a ser paga no inferno.

KERMIT-GOSNELL-FACE-DO-MAL

Em uma sociedade que se propõe valorizar a vida humana, chegou a hora de nós reagirmos, debatermos e lutarmos contra este descaso e omissão que cerca o tema do aborto. O Brasil, já no caminho da legalização do aborto, tornar-se-á um dos maiores centros de extinção da raça humana jamais visto em qualquer tempo.

Sob a égide comunista, já somos a nação mais criminosa do planeta, computando quase cem mil assassinatos por ano. Tal número ainda não se equipara aos milhões de abortos já cometidos ilegalmente no país.

O que acontecerá  quando legalizarem o aborto no Brasil? Teremos um quadro de pesadelo, o verdadeiro inferno de Dante instalado no país! Somaremos às já existentes clínicas "ilegais" de aborto, inúmeras outras "legalizadas", hospitais públicos também "legalizados" para o serviço macabro e talvez até "franchisings aborticidas".

Não demoraremos por conseguir um novo título: "Brasil, a nação mais destruidora e mutiladora de crianças sobre a face da Terra". O atual governo comunista e pró-aborto deveria responder por todos estes crimes bárbaros mas, como o próprio povo brasileiro aprovou a continuidade destes criminosos no poder no pleito de 2014, deverão pagar um alto preço por compactuar com o mal absoluto e pelo desprezo pela vida humana.

Estes brasileiros que posicionaram-se ao lado do mal deverão suportar as consequências fatais da sua livre escolha. Aquilo que os aguarda será muito pior do que os assassinatos dos bebês pelo aborto. Gerações inteiras do descendentes destes indivíduos que compactuaram com o governo, pagarão sua dívida eterna e sofrerão pelos erros cometidos por seus ancestrais!

Existe uma Lei na vida, de causa e efeito, que não pode ser violada sem que alguém seja o responsável pelo ato perpetrado ou crime cometido. Agora, nem Deus apiedar-se-á das suas almas podres, pois vocês cometeram o pecado sem perdão, a ofensa contra o Espírito Santo. Serão desterrados do mundo  aonde reina o amor de Deus!


0 comentários:

Post a Comment