12 August 2014

OS CRISTÃOS DO ORIENTE - THE EASTERN CHRISTIANS



EASTERN-CHRISTIANS

O governo Obama desempenha um papel importante no cenário do fim dos tempos e, convenientemente, os EUA hospedam a ONU, uma organização instituída pela maçonaria inglesa. A nação americana é o principal reduto dos "homens ricos da Terra", aqueles que governam o mundo por trás dos bastidores. É fato que a Inglaterra é a progenitora da América e mantêm seu controle através dos banqueiros internacionais, os governantes ocultos e ditadores do destino das nações. Estes homens poderosos são o coração de todos os males que atualmente afligem a humanidade.

O grupo terrorista ISIS, ,"Islamic State in Iraq and Syria", é formado por islamitas financiados pelos EUA e pela Inglaterra, e estão operantes desde a tentativa de desestabilização da Síria. Entre seus membros também encontram-se os rebeldes iraquianos pró-ocidente que participaram da deposição do ditador Saddam Hussein. O grupo ISIS, agora identificado pela sigla IS, "Islamic State", é cria do psicótico presidente americano-islâmico Barack Hussein Obama, que edifica seu califado à custa da ingenuidade do povo americano e da ignorância da humanidade.

EASTERN-CHRISTIANS

Obama empenha-se em enfraquecer a América, seja encorajando os inimigos dos EUA ao desprezar seus aliados ou minimizando a ameaça do fundamentalismo islâmico. Apoia descaradamente a "irmandade muçulmana" e deve ser responsabilizado pela instauração dos regimes radicais islâmicos no Oriente, em detrimento à segurança dos EUA e estabilidade mundial. Suas políticas tendenciosas para o Oriente Médio e África introduziram o islã-político como um desagregador de nações e, atualmente, colhemos os resultados desastrosos desta traição.

A destituição dos líderes outrora alinhados com os EUA e sua substituição por elementos radicais islâmicos, anulou a continuidade da guerra contra o terrorismo islâmico. A ingerência do presidente Obama nos governos do presidente tunisiano Zine El Abidine Ben Ali e do Yemen, Ali Abdullah Saleh, dois aliados cruciais na guerra contra a Al-Qaeda, assim como a dissolução do reinado de Mohammed VI em Marrocos, um dos maiores líderes pró-ocidente da África do Norte, são exemplos desta estratégia. Atualmente, Obama empenha-se em remover Bashar al-Assad da Síria utilizando seus "filhotes" do ISIS.

EASTERN-CHRISTIANS

O ódio muçulmano aos Cristãos está no seu momento mais alto, pois é alimentado pelos líderes da fraternidade muçulmana e por clérigos islâmicos, que demonizam e incitam populações inteiras aos impulsos genocidas contra Cristãos, ao ponto de qualificá-los como os responsáveis pelos problemas sociais das nações islâmicas. Muitos líderes ocidentais tendem a ignorar este genocídio e concentram as atenções nas questões da justiça social em prol dos muçulmanos e, assim, endossando a perseguição à Cristandade.

As injustiças e perseguições são mais evidentes no Egito, Iraque, Síria e Nigéria, uma conta escaldante de como os terroristas islâmicos brutalizam as populações Cristãs. A inclusão do status dhimmi, conceito islâmico que define e obriga os Cristãos a viverem sob o domínio tirânico dos muçulmanos, resulta nos mesmos abusos, pogroms, ameaças, torturas e mortes que sofreram os judeus nas mãos de Hitler.

CRISTAOS-ORIENTE

Mas para onde fugirão os Cristãos se não há uma pátria-cristã para recebê-los e abrigá-los, oferecendo-lhes o direito de regresso? Existem milhões de Cristãos no Oriente que estão deixando suas casas em números recordes. Será que existe alguém para defendê-los ou apoiá-los? Quem irá ajudá-los ou indicar para onde devem fugir? Chegou a hora do Ocidente prestar sua ajuda com urgência. Devemos nos envolver de forma profunda nesta tragédia sem precedentes que martiriza nossos irmãos do Oriente.

Obama só esboçou alguma reação contra os terroristas do ISIS quando sentiu-se acossado pelo congresso e pela opinião pública. Mas a crise atual foi criada pelas incursões do exército americano no Iraque, Líbia, Jordânia, África e recentemente na Síria, objetivando a deposição de governantes, a instauração do caos e a tomada do poder por radicais islâmicos. Antes das insurreições estes países mantinham uma economia estável e sua população segura, apesar dos regimes ditatoriais, mas agora enfrentam a própria extinção.

CRISTAOS-ORIENTE

Obama é um fantoche controlado pelas mentes ardilosas daqueles que conspiram contra o mundo. Seus planos sinistros fatalmente convergirão para a instauração da Nova Ordem Mundial, NWO, assim que o caos estiver disseminado. Todos os povos suplicarão pelo controle total das suas vidas e pela proteção contra a violência instaurada. Mas, quando a NWO dominar as nações da Terra, a barbárie atual será ofuscada por uma onda de terror muito maior, voltada para a implementação do mal absoluto e visando o extermínio da humanidade.

1 comentários:

Anonymous said...

Obama é o chefe maior da irmandade muçulmana e do ISIS.

Post a Comment