16 October 2014

O MULTICULTURALISMO NAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO - MULTICULTURALISM IN EDUCATIONAL INSTITUTIONS


MULTICULTURALISMO-NAS-ESCOLAS

Tornou-se uma política prioritária nas instituições de ensino descartar tudo o que é unicamente ocidental, favorecendo uma percepção do mundo que promove qualquer outra cultura a um status mais elevado. Este grande desprezo pelos ideais e valores da cultura ocidental é promovido pela seguinte regra de conduta: quando simplesmente pensamos que a cultura ocidental teve um significado particular no desenvolvimento dos valores que regem a sociedade, tornamo-nos imperialistas e opressores da "minoria".

Este conceito, ardilosamente concebido, representa a sutil proposição de desacreditar o Cristianismo. Estas táticas são principalmente implementadas nos cursos de História e Literatura, entre outros. O primeiro passo é incutir os piores aspectos da sociedade ocidental na mente e doutrinação dos alunos, para que considerem as guerras injustas, o imperialismo, a exploração do Terceiro Mundo, o acúmulo do complexo industrial militar e a destruição das florestas tropicais como o resultado da insensibilidade do "homem branco do ocidente".

MULTICULTURALISM-EDUCATIONAL-INSTITUTIONS

A próxima fase do plano multiculturalista é igualar os valores do Cristianismo com os da cultura ocidental. Esta tática de descrédito é fomentada pela introdução dos livros didáticos de autores que primam por temas relacionados à igualdade de gênero e raça, introdução das religiões orientais acompanhadas de ideologias anti-cristãs, e que exemplifiquem estes fatos através de falsas filosofias que reforçam a rejeição aos temas vilipendiados. Assim, o aluno passa a acreditar que: como o Cristianismo e a cultura ocidental são inseparáveis, a ideologia Cristã também é inaceitável.

Claramente esta batalha sobre o domínio literário é mais do que apenas uma guerra ideológica: é uma luta política em defesa do comunismo mundial. Trata-se da total rejeição dos valores tradicionais da cultura ocidental e das suas obras autorizadas. Atualmente, a cruzada a favor da ideologia esquerdista, difundida nos cursos que versam sobre a civilização ocidental, tornou-se uma parte quase universal do ensino e política acadêmica. Os méritos dos cursos de História e Literatura passaram a representar, como questão central, os próprios méritos da civilização ocidental como um todo.

MULTICULTURALISMO-NAS-ESCOLAS

A campanha contra a cultura ocidental, ou seja, o multiculturalismo, não é simplesmente uma chamada para conhecermos outras culturas que compõem o mundo, mas sim a forma como os ideólogos do multiculturalismo promovem o desprezo aos valores e crenças que têm sustentado a cultura ocidental. Ninguém sabe exatamente porque estas pessoas estão determinadas a implementar esta agenda reformista baseada apenas no niilismo destrutivo e gratuito. Cada questão importante, dos direitos das mulheres ao racismo, a moralidade, artes, etc, pode ser distorcida a partir dessas ideologias nocivas.

A História Cristã demonstrou que todas as instituições do homem foram abençoadas por Deus. A cosmovisão Cristã apenas infundiu os princípios da Palavra de Deus e da vida espiritual no Reino de Cristo em cada instituição, trazendo assim uma ordem mais harmoniosa para a sociedade. A fonte de todo o progresso positivo pode ser atribuída aos ideais Cristãos que foram difundidos a partir da cultura européia para o resto do mundo. Qualquer movimento reformista e social só será eficaz caso esteja em conformidade com os princípios Cristãos.


0 comentários:

Post a Comment