31 August 2012

OS IMORTAIS - THE IMMORTALS


IMMORTAL

A morte é o destino comum da humanidade. Mas não é um aniquilamento, e sim a separação da alma e do corpo. A verdade da imortalidade da alma humana é uma das verdades fundamentais do Cristianismo. O estado da alma depois da morte, de acordo com o claro testemunho da palavra de Deus, não é inconsciente mas consciente. Muitos de nós tememos a morte.

Nós acreditamos na morte porque nos foi dito que vamos morrer, e por termos parceria com o corpo. Ele, o corpo, sabe que os corpos morrem. Mas uma nova teoria científica confirma as afirmações de Jesus, de que a morte não é um evento terminal.

Embora a neurociência tenha feito enormes progressos sobre o funcionamento do cérebro, o porque de termos uma experiência subjetiva permanece um mistério. Mas a existência da alma permite a compreensão do contexto do "eu" na existência, que sente e vive a vida.

A visão racional do mundo, o mundo da objetividade e realismo ingênuo, não comporta as novas teorias da física nem a filosofia redentora de Jesus, e está começando a mostrar rachaduras fatais.

É claro, isso não vai surpreender muitos dos filósofos e leitores que contemplaram as obras de homens como Platão, Sócrates e outros grandes mestres espirituais, quando se perguntavam sobre a relação entre o Universo e a mente do homem.

Embora o atual paradigma científico seja baseado na crença de que o mundo tem uma existência independente do observador, experiências reais sugerem o contrário. Acreditar que a vida é apenas a atividade dos átomos e de partículas que giram por um tempo para depois se dissiparem no nada está falha. Vida e consciência são fundamentais para a visão da realidade e do Universo.

imortal

Quando adicionamos a alma à equação da vida, podemos explicar alguns dos enigmas mais importantes da ciência moderna, incluindo o princípio da incerteza e o desenvolvimento das leis que governam o universo. Um aspecto bem conhecido da física quântica é que as observações não podem ser previstas com certeza.

Em vez disso, existe uma série de observações possíveis e cada uma com probabilidades diferentes. Uma interpretação é que cada uma dessas observações possíveis corresponde a um universo diferente, o "multiverso". Há um número infinito de universos!

Um cientista disse uma vez, que viveu e morreu em um mundo de ilusões. Profeticamente isso foi dito antes da teoria da relatividade de Einstein e da mecânica quântica, da descoberta dos átomos e do DNA. Werner Heisenberg comentou que devemos intuir que a realidade se forma através de processos mentais.

O conteúdo da consciência é uma realidade definitiva, e experiências científicas demonstraram que até mesmo o "conhecimento" da mente do observador no objeto a ser observado, é suficiente para converter a possibilidade em realidade. É importante ressaltar que isso tem uma relação direta com a questão se os seres humanos têm almas.

imortal

Tudo o que experimentamos, incluindo todas as cores, sensações e os objetos que percebemos, são apenas representações em nossa mente, e o espaço-tempo é a ferramenta da mente para unir as experiências. Esta conclusão não só desafia a intuição clássica, mas sugere que parte da mente, a alma, é imortal e existe fora do espaço e do tempo.

Os cientistas pensavam que os resultados experimentais da teoria quântica, a matéria existindo simultaneamente em diferentes estados, estariam limitados às partículas subatômicas. Mas foi confirmado que essa dualidade quântica, matéria existente como partículas e ondas de probabilidade, se estende ao mundo em que vivemos e ocorre também na escala humana.

Albert Einstein demonstrou que o espaço e o tempo não eram realidades absolutas. Desde então tem havido uma explosão extraordinária e sem precedentes de descobertas, incluindo o experimento da fenda dupla, o emaranhamento quântico e a conclusão de que todas as leis, as forças e as constantes do universo, conspiram para a manutenção da vida.

O espaço e o tempo não são apenas em relação ao observador, mas também são ferramentas da sua mente, que possibilitam colocar tudo junto. É a linguagem da consciência. Nenhum fenômeno é um fenômeno até que ele seja observado.Na morte há uma ruptura na consciência e na continuidade da ligação de tempos e lugares.

imortal

Sem o espaço-tempo, as concepções de Newton de ordem e previsão segura são sem sentido. Mas desde a mecânica quântica pode-se ter qualquer tempo, passado ou futuro, como seu novo quadro e estimar todos os eventos relacionados à morte.

A morte não existe em um mundo sem tempo e espaço. Mas a imortalidade não significa uma existência perpétua no tempo, pois situa-se fora do tempo. Situa-se em uma única realidade na qual Deus permitirá que nos situemos, para nos encontrarmos com Ele e com nossos entes queridos. Assim deve ser o paraíso prometido por Jesus Cristo.

A  certeza  desta  nova  vida  fornece a  coragem e a esperança  para enfrentar  a  nossa  própria  morte e a de  todos  que já se foram. Acreditem e tenham Fé, pois as palavras de Jesus carregam na sua raiz toda a complexidade do mundo quântico, a forma com que Deus interage com os seres humanos.

Acreditar colapsará a onda quântica enviada pela nossa mente e pensamentos tornando-os parte da realidade Divina subjacente. Jesus afirmou: "Quem acreditar em mim, viverá para sempre". Estas simples palavras traduzem uma complexidade incomparável, além da compreensão, mas foi uma das formas que Deus escolheu para interagir com a ingenuidade do ser humano.


0 comentários:

Post a Comment