08 January 2013

A SANTÍSSIMA TRINDADE - THE HOLY TRINITY - 1ª PARTE


santissima-trindade

As Três Pessoas da Santíssima Trindade têm a mesma Essência. Cada uma das hipóstases tem a totalidade da Divindade intacta e incomensurável, as Três hipóstases são iguais em honra e adoração.

O dogma da Santíssima Trindade inclui em si duas verdades fundamentais. Deus é uno em Essência, mas triplo em Pessoa. Em outras palavras, Deus é Tri-Único, Tri-Hipostático e Trindade Una em Essência. Deus é não gerado, o Filho é gerado pelo Pai e o Espírito Santo procede do Pai.

Acima de nós está Deus Pai, a eterna e fluente Fonte, a Fundação de todos os seres, o Pai misericordioso que nos ama e cuida de nós, Sua criação, pois nós somos Seus filhos por graça.

Conosco está Deus Filho, gerado pelo Pai, que pelo Seu Divino amor se manifestou para os homens como Homem, para que pudéssemos saber e ver com nossos próprios olhos que Deus está conosco muito intimamente, partilhando a carne e o sangue conosco do modo mais perfeito.

Em nós e em toda criação, por Seu poder e graça, está o Espírito Santo, que enche tudo, é o Doador da vida, o Confortador, Tesouro e Fonte de coisas boas. Tendo uma existência eterna e pré-eterna, as Três Pessoas Divinas foram manifestadas ao mundo com a Chegada e Encarnação do Filho de Deus.

santissima-trindade

Deus em sua verdadeira Essência é totalmente consciência e pensamento. Cada uma das Três manifestações eternas de si mesmo pelo Deus Uno tem auto consciência, e por isso cada uma é uma Pessoa. Além disso, essas Pessoas não são simplesmente, estão contidas na própria Unidade da Essência de Deus.

Assim, quando na Doutrina Cristã nós falamos da Tri-Unidade de Deus, falamos da mística interior escondida nas profundezas da Divindade. A revelação ao mundo lê-se no Novo Testamento, na descida do Filho de Deus, e pela atividade do miraculoso, vivificante e salvador poder do Confortador, o Espírito Santo.

A verdade da Tri-Unidade de Deus só é expressa de maneira velada no Velho Testamento, e só meio revelada.

Os testemunhos do Velho Testamento da Trindade são revelados e explicados na Luz da Fé Cristã, como o Apóstolo Paulo escreveu a respeito dos judeus: "E até hoje, quando é lido Moisés, o véu está posto sobre o coração deles. Mas quando se converterem ao Senhor, então o véu se retirará, será tirado em Cristo".

A Trindade das Pessoas em Deus foi revelada no Novo Testamento, na vinda do Filho de Deus e na descida do Espírito Santo.

O envio para a Terra, pelo Pai, do Deus Filho e do Espírito Santo, constitui o conteúdo de todos os escritos do Novo Testamento. Logicamente, esta manifestação para o mundo do Deus Tri-Único não é dada aqui em fórmula dogmática, mas como relato das manifestações e feitos das Pessoas da Santíssima Trindade.

holy-trinity

Porque o dogma da Santíssima Trindade é o mais importante dos dogmas Cristãos, ele é o mais difícil de ser compreendido pela limitada mente humana.

Por essa razão é que nenhuma batalha na história da Igreja Antiga foi tão intensa quanto a que existiu sobre esse dogma e as verdades que são imediatamente ligadas a ele.

A Igreja, no entanto, experimentou grandes perturbações e passou por uma grande batalha na defesa do dogma da Santíssima Trindade. O dogma das Três Pessoas indica a completude da mística vida interior em Deus, pois Deus é amor e o amor de Deus não pode ser meramente estendido para o mundo criado por Ele.

Na Santíssima Trindade esse amor é dirigido também para o interior da vida Divina.

O dogma das Três Pessoas nos indica ainda mais claramente a proximidade de Deus com o mundo. A manifestação de Deus na Trindade foi completada no Batismo do Senhor Jesus Cristo, razão pela qual esse Batismo é chamado de "Teofania" ou "manifestação de Deus". O Filho de Deus, tendo se tornado Homem, aceitou o Batismo por água.

O Pai testemunhou-O e o Espírito Santo confirmou a verdade falada pela voz de Deus, pela manifestação de uma pomba, como é expresso aqui: "Senhor, em Teu Batismo no Jordão foi revelada a adoração devida à Trindade, pois a voz de Deus Pai deu testemunho em Ti, chamando-Te Filho Bem-Amado, e o Espírito, sob a forma de uma pomba, confirmou esse testemunho inabalável. Ó Cristo, nosso Deus, que apareceste entre os homens e iluminaste o mundo, glória a Ti".

holy-trinity

No período antigo, o objetivo dogmático da Igreja foi achar palavras precisas que pudessem melhor proteger o dogma da Santíssima Trindade contra as reinterpretações dos heréticos.

Desejando trazer o mistério da Santíssima Trindade um pouco mais perto dos nossos conceitos terrenos, trazer o que está além da compreensão um pouco mais perto daquilo que é compreensível, os teólogos usaram comparações na natureza.

Mas eis que diz São Gregório, o Teólogo, a respeito dessas tentativas de comparação: "Eu examinei cuidadosamente essa questão em minha mente, e a olhei sob todos os pontos de vista, de modo a encontrar alguma semelhança com o mistério, mas fui incapaz de encontrar qualquer coisa na Terra que pudesse ser comparada à natureza da Divindade. Pois mesmo que eu percebesse alguma pequena parecença, esta me escapava em sua maior parte, e me derrubava junto com meu exemplo".

"Eu penso no sol, no raio e na luz. No entanto, aqui também houve um temor que no mínimo as pessoas viessem a ter idéia de composição na incomposta natureza, tal como se existe no sol e as coisas que estão no sol. E além disso, nós estaríamos dando Essência ao Pai e negando personalidade aos Outros, fazendo-os somente poderes de Deus, existindo Nele e não pessoalmente. Pois nem o raio nem a luz são outro sol, mas eles são só emanações do sol e qualidades de sua essência".

"E assim, finalmente, seguindo com a ilustração, nós estaríamos atribuindo a Deus tanto Ser quanto não Ser, o que é ainda mais monstruoso. Em uma palavra, não há nada que apresente um ponto firme nessas comparações no qual eu possa considerar o Objeto que estou tentando representar para mim, a menos que se possa indulgentemente aceitar um ponto na imagem enquanto se rejeita o resto".

"Finalmente, parece melhor para mim que eu deixe que se vá a imagem e também a sombra, por serem enganosas e muito distantes da verdade, e inclinando-me para a concepção mais reverente, e apoiando-me em algumas palavras, usando a orientação do Espírito Santo, mantendo até o fim como minha genuína camarada e companheira, a iluminação que eu recebi Dele, e passando por esse mundo a persuadir outros com o melhor do meu poder a adorar o Pai, o Filho e o Espírito Santo, a Divindade e Poder Uno", completa Gregório, o Teólogo.

0 comentários:

Post a Comment