11 January 2013

OS MENSAGEIROS DE DEUS - THE MESSENGERS OF GOD - 1ª PARTE


angels-God-messengers

O primeiro e mais alto lugar na hierarquia dos seres criados é ocupado pelos espíritos puros e imateriais. Eles são seres não só comparativamente mais elevados e mais perfeitos, mas também tem muita influência na vida dos homens, apesar de serem invisíveis para nós.

Tanto o hebraico "mal·ákh" como o grego "ág·ge·los" significam literalmente "mensageiro". Essa palavra caracteriza bem o seu serviço para a raça humana.

O gênero humano soube de sua existência desde os primeiros dias do Paraíso. Nós vemos um reflexo desse fato também em outras religiões antigas, não só no Judaísmo. Desde o primeiro livro da Bíblia até o último, estas palavras ocorrem centenas de vezes.

Depois que o gênero humano caiu no pecado e foi banido do Paraíso, um querubim com uma espada flamejante foi posto para guardar a entrada do Paraíso.

Abraão, quando enviou seu servo para Naor, encorajou-o com a convicção de que o Senhor enviaria seu anjo com ele e orientaria seu caminho. Jacó viu anjos, tanto durante o sono, na visão da escada mística no caminho para a Mesopotâmia, quanto acordado, no caminho de volta para o lar, para Esaú, quando viu um "exército" dos anjos de Deus.

angels-God-messengers

Nos Salmos os anjos são citados frequentemente: "Louvai-o, todos os seus anjos. Aos seus anjos dará ordem a teu respeito, para te guardarem em todos os teus caminhos".

Similarmente, nós lemos acerca dos anjos no livro de Jó e nos Profetas. O Profeta Isaías viu serafins rodeando o trono de Deus. O Profeta Ezequiel viu querubins na visão da Casa de Deus.

O Novo Testamento contém muita informação e muitas menções de anjos. Um anjo informou Zacarias sobre a concepção do Precursor. Um anjo informou a Santíssima Virgem Maria sobre o nascimento do Salvador, e apareceu a José enquanto este dormia.

Uma multidão numerosa de anjos cantou a glória da Natividade de Cristo. Um anjo anunciou aos pastores a boa nova sobre nascimento de Jesus. Anjos serviram a Jesus Cristo depois das tentações no deserto. Um anjo apareceu para dar-Lhe forças no jardim de Getsemani. Anjos informaram às mulheres sobre a Sua Ressurreição.

Os Apóstolos foram informados por eles sobre a Sua segunda vinda, na hora de Sua Ascensão ao Céu. Anjos libertaram Pedro e outros Apóstolos. Um anjo apareceu para Cornélio e deu instrução a ele para chamar o Apóstolo Pedro e instruí-lo na palavra de Deus.

Um anjo informou ao Apóstolo Paulo que ele tinha que se apresentar diante de César. Uma visão de anjo é a base das revelações dadas a São João no Apocalipse.

anjos-mensageiros-Deus

No Credo nós lemos, "Creio em um só Deus, Criador do Céu e da Terra, e de todas as coisas visíveis e invisíveis." O invisível mundo angélico foi criado por Deus, e criado antes do mundo visível.

"Quando as estrelas foram feitas, todos meus anjos me louvaram com alta voz, disse o Senhor a Jó". O Apóstolo Paulo escreve: "Porque nele foram criadas todas as coisas que há nos Céus e na Terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades".

A palavra "Céu" no começo do livro da Gênesis, não é o céu físico, que foi formado depois, mas o Céu invisível, o lugar de morada dos poderes do alto.  Deus criou os anjos muito antes de ter criado o mundo visível.

São Gregório reflete sobre isso: "Para a bondade de Deus não era suficiente estar ocupada só com a própria contemplação, mas era necessário que o bem se estendesse mais e mais, para que o número daqueles que viessem a receber graça fosse tão grande quanto possível, porque essa é a característica da mais elevada bondade. Assim, Deus divisou primeiro de tudo os poderes angélicos celestiais e o pensamento tornou-se ação, que foi executada pelo Verbo e aperfeiçoada pelo Espírito".

anjos-mensageiros-Deus

Assim que as primeiras criaturas estavam no Seu agrado, Deus divisou outro mundo, material e visível, a composição ordenada do Céu e da Terra, e daquilo que está entre eles.

Por sua natureza, anjos são espíritos ativos que têm inteligência, vontade e conhecimento. Eles servem a Deus, preenchem Sua vontade providencial e O glorificam. São espíritos imateriais e, porque eles pertencem ao mundo invisível, não podem ser vistos por nossos olhos corporais.

Ensina São João: "Os anjos, não aparecem exatamente como eles são mas sim como Deus quer que eles apareçam. Eles aparecem nas mais diferentes formas, como pode ser visto por aqueles que os contemplam. Comparado conosco, o anjo é um ser incorpóreo e imaterial, mas se comparado com Deus, que é incomparável, tudo prova ser grosseiro e material, pois só a Divindade é verdadeiramente imaterial e incorpórea".

No relato do livro de Tobias, o anjo que o acompanha e ao seu filho conta a ele de si próprio: "Todos esses dias eu simplesmente apareci para vocês e não comi ou bebi, mas vocês estavam vendo uma visão".

OS MENSAGEIROS DE DEUS - 2ª PARTE

JESUS CRISTO NÃO ERA JUDEU

0 comentários:

Post a Comment